Seis coisas que os pais devem se preocupar na volta às aulas

44

O Mês de agosto começou e com ele muitas escolas voltam as atividades e as crianças às suas rotinas, após um breve período de descanso e diversão. E para facilitar esse retorno e ambientação dos pequenos o Dr. Michael Wiczer, pediatra do aplicativo Docway, listou alguns detalhes importantes que os pais devem estar atentos.

1 – Adequação da rotina

É importante ir adequando o sono das crianças a rotina da escola, coloca-las para dormir no horário e ir acostumando uns dias antes facilita a vida dos pais e dos pequenos também. Segundo o médico, crianças de 6 a 12 anos devem dormir de 9 a 12 horas. E crianças acima de 13 anos, devem dormir ao menos 8 horas por dia.

2 – Alimentação

Ensinar as crianças a lavar as mãos é importante, principalmente antes das refeições. Crianças gostam de guloseimas, mas é importante que elas tenham uma alimentação balanceada, repleta de nutrientes e vitaminas, que são importantes para um bom rendimento escolar. O café da manhã é a refeição mais importante do dia e deve ser rica e completa, preparando o corpo para o longo dia. Além disso, esses nutrientes encontrados em legumes, verduras e frutas vão ajudar o sistema imunológico a combater doenças. “É possível transformar frutas e legumes em diversão utilizando por exemplo um moldador de biscoitos para dar formas aos alimentos”, explica.

3 – Vacinação 

Checar se as vacinas estão em dia é outro ponto importante antes da volta às aulas. Essa imunização é fundamental para evitar a transmissão de algumas de doenças e proteger não só as crianças, mas o meio escolar como um todo.

4 – Preparar a escola

Caso a criança faça uso de algum tipo de medicação que necessite ser administrada no horário em que ela está na escola, é importante preparar orientações, para que professores ou enfermeiras possam fazer isso. Segundo o médico, o ideal é que os pais marquem uma reunião com o corpo docente, para passar as informações necessárias sobre o caso e como a escola deve agir.

5 – Transporte escolar

 Independente do meio de transporte utilizado, tanto as crianças, quanto os adultos devem obedecer as leis de transito vigentes. Segundo o Código Brasileiro de Transito, crianças menores de dez anos precisam estar seguras e no banco de traz do veículo, com equipamentos adequados a sua idade, altura e peso. Crianças até um ano devem estar no bebê conforto, acima dessa idade e inferior ou igual a quatro anos em cadeirinhas, e as com mais de quatro anos e menos ou sete anos nos chamados assentos de elevação.  Acima de sete anos elas podem usar apenas o cinto de segurança do veículo. O transporte no banco da frente é permitido apenas acima dos 10 anos.

6 – Visita ao pediatra

 Nada melhor que terminar as férias com uma visita ao seu pediatra, aquela visita de rotina, para contar as novidades e mostrar os novos machucados, que nada mais são, que marcas de férias bem aproveitadas. E também avaliar visão e audição, que são importantes para o rendimento escolar.

SHARE