Inclusão de pessoas com deficiência torna cultura na empresa mais humana

0
92

Em 2011, a Agropalma deu início a um grande projeto de inclusão de portadores de necessidades especiais em seu quadro de funcionários. Hoje, 185 pessoas com deficiência atuam na empresa, representando até 5% do total de profissionais. Parte da política de inclusão da empresa é promover a capacitação destes colaboradores. Para conquistar este objetivo, a Agropalma contou com vários parceiros, entre eles o SENAI/PA, que realizou, entre os anos de 2014 e 2015, um curso teórico e prático de almoxarifado, com foco em aprendizagem industrial básica. A partir desta experiência, 30 profissionais foram incluídos no quadro de colaborados da Agropalma.

“Focamos na performance e na entrega de cada um, valorizando seu desempenho. Acaba sendo uma relação tão natural que a diferença em si deixa de ser vista.  As limitações que esses profissionais apresentam nos ensinam a pensar mais no outro e aprendemos mais profundamente a respeitar os limites, nos tornando mais humanos”, destaca a gerente de Recursos Humanos da Agropalma, Marcella Novaes.

André Luis Santos dos Passos é um dos oito colaboradores da Agropalma que foi aluno do curso realizado pelo SENAI e trabalha no setor de patrimônio da Agropalma há um ano e meio. Para ele, o treinamento foi primordial para a conquista do emprego. “Esse foi meu primeiro emprego e ter passado por essa oportunidade de qualificação fez a diferença na hora da contratação, pois a Agropalma precisava de um funcionário qualificado para a vaga. Além disso, me sinto bem acolhido na empresa, pois tenho dificuldades de locomoção devido a um acidente e aqui tenho toda a acessibilidade e adaptação que necessito”, comenta.

Responsável pelo projeto de inclusão na empresa, Marcella aponta que a captação de pessoas foi um processo complicado, mas essencial para iniciar uma transformação muito maior do que todos na empresa imaginavam. “Muitas pessoas com deficiência não estavam acostumadas com o trabalho formal. Passamos a oferecer condições que as motivassem e percebemos que esse estímulo foi fundamental para uma mudança muito maior. Então, avaliamos que a inclusão é também um estímulo natural à qualificação de pessoas que antes se sentiam desvalorizadas”, conclui.

Sobre a Agropalma

A Agropalma, braço do Conglomerado Alfa, é a maior produtora de óleo de palma da América Latina e sua atuação perfaz toda a cadeia produtiva, da produção de mudas ao óleo refinado e gorduras especiais. Sua trajetória começou em 1982, no município de Tailândia, no Pará. Naquele estado, a empresa conta com seis indústrias de extração de óleo bruto, um terminal de exportação e uma refinaria de óleo de palma e emprega cerca de 4.000 mil colaboradores. Para aproximar-se do mercado de consumo interno, a Agropalma inaugurou, em julho de 2016, uma refinaria de produção sustentável, em Limeira, São Paulo. O compromisso da empresa com o meio-ambiente é um de seus valores, o que na prática é representado por certificações ambientais, abrangendo insumos, matérias-primas e 100 % de sua produção.

Site: http://www.agropalma.com.br/

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY