Hospital Regional de Altamira usa plataforma online para capacitar enfermeiros

145

Na busca pela melhoria dos processos de gestão, o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira (PA), passou a usar o recurso de videoconferência para capacitar seus enfermeiros. Um grupo de sete colaboradores do HRPT participou esta semana de um treinamento online com a consultora corporativa de Enfermagem, Sandra Miziara. A medida otimiza a capacitação e reduz custos.

Pertencente a equipe da Sede Administrativa da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, que gerencia a unidade sobre contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), a consultora orientou os profissionais em Altamira sobre a Sistematização da Assistência da Enfermagem (SAE). O uso da SAE indica uma melhor assistência ao usuário, de acordo com a diretora de Enfermagem da unidade, Luciane Madruga. ‘Quando o enfermeiro conhece todas as etapas da SAE e reconhece todos os processos de enfermagem, contribui para que o usuário seja atendido na sua essência. A videoconferência nos permitiu ter uma visão mais crítica da nossa assistência. Por outro lado, enxergamos a consistência dos nossos processos e, assim, saberemos o quanto podemos melhorar”, afirma.

O processo de aprimoramento reuniu a diretoria de Enfermagem, o Núcleo de Educação Permanente (NEP), Auditoria de Prontuário e coordenações de Enfermagem, que verificaram juntos o modelo da SAE que é trabalhado atualmente na unidade. Além disso, foram levantadas as estratégias que o hospital precisa executar para melhorar o sistema.

Durante a capacitação, temas como orientações e evoluções de Enfermagem e a importância do conhecimento do enfermeiro nas áreas de fisiologia e anatomia foram abordados. Com estas informações, os enfermeiros têm melhor condição de preencher corretamente o prontuário dos pacientes.“Nós trabalhamos na evolução e anotação de Enfermagem, além da construção dos modelos para formulários, que passarão por revisão”, adianta a diretora.

No dia a dia, a utilização da SAE direciona os enfermeiros assistenciais para a realização de exames de melhor qualidade, rápidos e diretos. Na avaliação da enfermeira Bruna Jacomel, a capacitação fortaleceu o que a unidade já realiza em sistematização e processo de Enfermagem. ‘Um exame bem feito oferece condições para que o enfermeiro tenha direcionamento do que deve ser tratado no paciente’, disse a colaboradora.

Todos os enfermeiros da área assistencial e da equipe multiprofissional terão treinamento com a consultora da Pró-Saúde. As aulas acontecerão durante uma semana em três turnos. Para a diretora de Enfermagem, a capacitação online traz vantagens ao HRTP. ‘Utilizar o treinamento por videoconferência dá qualidade ao currículo dos nossos enfermeiros e ao mesmo tempo reduz custos. Teremos atualização e informação. Com a internet, o custo de um treinamento deste porte pode ser revertido para a melhor assistência na região da Transamazônica e Xingu’, finalizou.

Por Thaís Portela

SHARE