Investimentos em esporte e lazer reforçam a cidadania e projetam atletas paraenses

Investimentos em esporte e lazer reforçam a cidadania e projetam atletas paraenses

O ano de 2017 foi marcado também pelo desenvolvimento de ações, projetos e obras na área de esporte e lazer. O investimento foi em torno de R$ 45,4 milhões, ajudando a estimular a cidadania e autoestima da população paraense. O governo é ferramenta fundamental na promoção dos atletas paraenses e no desenvolvimento humano de diversas faixas etárias e segmentos sociais. Como forma de incentivo ao esporte de rendimento em disputas locais, nacionais e internacionais, o Programa Bolsa Talento contemplou 161 atletas, 53 na categoria nacional, 82 na estadual e 26 atletas com deficiência. O apoio vem resultando em conquistas. Vieram duas medalhas de ouro no jiu-jítsu, categoria superpesado e absoluto, em Tóquio/ Japão pelo judoca Frontin Yasuhiro; a classificação conquistada pelo atleta Rafael Ribeiro para o Campeonato Brasileiro de Judô, categoria peso médio (até 90 Kg), que ocorre em 2018; a conquista de três medalhas no Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade e Paracanoagem nas categorias 200 e 500 metros da classe K-4, disputado nas águas do Parque Náutico Iguaçu em Curitiba (PR) pelos atletas Adilson Nascimento e Héricles Miranda, além da conquista da medalha de ouro no XI Campeonato Brasileiro de Kung Fu categoria Armas Curtas, conquistada pelo atleta Pablo Silva. Como forma de incentivo à inclusão de atletas em competições nacionais, o governo garantiu parcerias com agremiações e federações de diversas modalidades. Entre elas, destaca-se o apoio à Federação Brasileira de Basquetebol Master, na região Guajará, a participação do atleta Eloid Moura de Castanhal no evento Pan Jiu-Jítsu IBJJF Championship na cidade de Irvine (EUA); o apoio financeiro à participação da delegação de karatê paraense do projeto social Kiai no IX Campeonato Brasileiro de karatê budô - cbkb 2017 em Teresina (PI), além do apoio ao 22° FITNESS Saúde/2017 no Campeonato de Fisiculturismo, no Pará. O incentivo ao esporte de rendimento ocorreu também com a garantia de alimentação, hospedagem, kits esportivos e locomoção. Em 2017 foram 409 atletas atendidos, dentre eles, a lutadora de jiu-jítsu Rayanne Amanda, que conquistou a categoria prata no Mundial da International Brazilian Jiu-Jítsu Federation (IBJJF), resultado expressivo para a modalidade. AP

2108 Responses Found

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.