Hospital Regional de Altamira cria ferramenta para ampliar segurança do paciente

Hospital Regional de Altamira cria ferramenta para ampliar segurança do paciente Destaque

Manter as grades da cama levantadas para evitar o risco de queda. O usuário Rosivaldo Batista Pimentel, 19 anos, já tem decorada a orientação, que é dada periodicamente pela técnica de enfermagem do Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP) do Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), Rosângela Souto, durante suas visitas. O paciente, internado desde o dia 12 de dezembro de 2017 na unidade de Altamira, no sudoeste do Pará, sofreu um acidente enquanto trabalhava na roça, e teve seu pé direito atingido por uma lâmina. Enquanto ele se recupera, o cuidado com sua segurança é fundamental, para evitar uma batida no pé machucado, em caso de uma queda, por exemplo. Por isso, Rosivaldo procura cumprir tudo que é passado pela técnica. “Ela vem praticamente todo dia com a gente. Há essa preocupação com a nossa segurança, somos bem orientados. Ela verifica se a grade está levantada, se o acesso está correto, se estou sendo bem atendido aqui. Tudo o que é me passado, procuro cumprir, faço o máximo possível”, ressaltou. A colaboradora faz, diariamente, o monitoramento de como as práticas de segurança do paciente estão funcionando nos setores da unidade. Antigamente, ela visitava cada setor e preenchia um questionário a mão, de acordo com o observado. Mas desde setembro do ano passado, Rosângela leva consigo um tablet e preenche os dados por meio de uma ferramenta digital: o InQuality. “Percebi uma melhora significativa pela praticidade do programa, que aumenta as demandas de busca ativa e diminui o tempo de realização do monitoramento nos setores”, analisou a técnica de enfermagem. Com a ferramenta, o NQSP monitora a situação de um número significativamente maior de pacientes e disponibiliza a informação sobre o cumprimento das metas aos setores diariamente, permitindo ampliar a resolutividade e melhoria contínua da gestão. A iniciativa faz parte do compromisso da Pró-Saúde, enquanto administradora do HRPT, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), em atuar de modo transparente, ágil, primando pela qualidade, economia e segurança do paciente. Por Gustavo Campos

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.